Chimpanzés idosos voltam a ser torturados em laboratórios médicos

Por Agência de Noticias de Direitos Animais (ANDA)

Flo, aos 53 anos, ainda é torturada em pesquisas médicas (Foto: APNM.org)

Flo, uma chimpanzé fêmea, completou 53 anos de idade na última quarta-feira (29). Passou toda sua vida em gaiolas de laboratório de tortura médica nos Estados Unidos. Já lhe foram inoculados diversos vírus: hepatite C, HIV e outros. Ela sobreviveu, mas sua luta de nada adiantou.

Em vez de ser uma instituição de que os norte-americanos pudessem se orgulhar, o NIH (Instituto de Saúde Norte-Americano) é uma vergonha para a pesquisa médica mundial e continua usando chimpanzés. Flo, que estava aposentada, vai voltar em breve para a tortura médica. Junto com ela, irão outros 14 chimpanzés idosos, entre eles Faron, Jerry, Ken, Huby, Cammy e Levy.

Além de serem torturados com dezenas de doenças, biópsias e extrações de sangue, além de anestesias repetidas, os bebês também lhes foram roubados durante sua vida, para também serem enviados a laboratórios de tortura médica.

Wenka, com 56 anos, também viveu sua vida em gaiolas iguais a estas. Ela ainda está no Yerkes National Primate Research Center, que é parte da Universidade de Emory, onde trabalha o primatólogo Frans de Waal, que se fez famoso e rico publicando livros sobre chimpanzés. Tem ele compaixão por ela?

O Projeto R&R, NEAVS e o Projeto GAP Internacional fazem um apelo às autoridades norte-americanas, para que cessem de torturar chimpanzés com a falsa justificativa de curar doenças humanas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s