ONG solicita o fechamento de vários parques aquáticos na Espanha

Por Agência de Noticias de Direitos Animais (ANDA)

Golfinho confinado em parque aquático (Foto: almargem.org)
Golfinho confinado em parque aquático (Foto: almargem.org)

Com a Campanha de Grandes Primatas e Cetáceos Livres, o Projeto GAP da Espanha encaminhou uma grave denúncia à Agência de Proteção da Natureza e ao Serviço de Proteção da Natureza da Guarda Civil daquele país, enumerando várias ilegalidades praticadas em vários parques aquáticos espanhóis.

Os parques denunciados são: o Aqualand e o Palmitos Park, nas Palmas, e o Siam Park, em Tenerife.

O Diretor do GAP da Espanha, Pedro Pozas Terrados, encaminhou uma declaração junto com a denúncia enviada às autoridades ambientais espanholas, dizendo: “Uma vez mais, pedimos o fechamento de todos os parques aquáticos da Espanha que mantêm golfinhos e orcas, já que funcionam como verdadeiros espetáculos circenses, sem fins educativos, e estressam os animais, sem respeitá-los”.

Como exemplo de outros países, Pozas menciona que, desde 1993, o Reino Unido já fechou 30 parques aquáticos; que no Chile se considera crime a exibição de golfinhos, assim como na Hungria e Índia; na Turquia todos esses parques foram fechados; e em Israel e Argentina estão proibidas as importações desses grandes cetáceos.

Fonte: Projeto GAP

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s