Especialista descarta perigo em iceberg de 250 km² à deriva

Por Folha Online (Ambiente)

Nick Cobbing/Reuters

O imenso bloco de gelo de mais de 250 km² que se desprendeu de uma geleira ártica não representa um perigo imediato para a navegação ou a exploração petroleira no Canadá, indicou nesta quarta-feira (11) à AFP a meteorologista canadense que o descobriu em fotos de satélite.

Apesar de poder ameaçar barcos ou plataformas petroleiras e, inclusive, quebrar-se como está previsto em vários grandes pedaços, o perigo não é iminente: a ilha flutuante deverá demorar entre um e dois anos para alcançar o litoral do Canadá, segundo Trudy Wohlleben, que descobriu o bloco de gelo na semana passada.

Até lá, há grandes possibilidades de que as águas mais quentes e as ondas maiores das tempestades do oceano Atlântico o dividam em vários pedaços.

O iceberg, de um tamanho quatro vezes superior à superfície da ilha de Manhattan, se desprendeu da geleira Petermann, no noroeste da Groenlândia.

É o maior iceberg a se formar no Ártico desde 1962. Milhares de icebergs se formam na Groenlândia todos os anos, mas eles raramente são tão grandes.

Os primeiros seis meses de 2010 foram os mais quentes no planeta desde que começaram os registros das temperaturas, em 1850.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s